Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Câmara devolveu mais de R$ 215 mil em recursos para a Prefeitura

Publicado em 21/01/2020 às 13:00 - Atualizado em 21/01/2020 às 13:00

Presidente da Câmara, Tancredo Ronska Baixar Imagem

O presidente da Câmara de Vereadores de Campo Alegre, Tancredo Ronska (PP), avalia o ano como intenso e de muito trabalho. Em sua visão, alguns destaques do Legislativo em 2019 foram a ordem e o respeito entre os vereadores, assim como a boa fluidez das pautas e a economia de recursos, que possibilitaram a maior devolução de recursos provenientes dos repasses da Prefeitura, superior ao montante de R$ 215 mil. Outro ponto destacado por Tancredo foi o fato dos vereadores não terem requisitado nenhuma diária em 2019.

Para o presidente, o fato da Câmara de Campo Alegre não ter gasto nenhum centavo em diária em 2019, é um fato que mostra o quanto os parlamentares vêm colaborando com a economia de recursos públicos. “Isso não quer dizer que não participamos de evento e de cursos. Campo Alegre foi a única Câmara presente com todos os vereadores na reunião regional dos vereadores, em Rio Negrinho, em março do ano passado. Além disso, participamos de alguns eventos em Pirabeiraba, onde foram tratadas melhorias para a SC-418”, lembrou.

O presidente destacou ainda que a Câmara de Campo Alegre possui o menor salário de vereador de toda região, cerca de R$ 2,7 mil bruto. Além disso, todas as Moções de Aplausos propostas pelos parlamentares, foram pagas pelos próprios pvereadores. Isso contribuiu para que a Câmara fizesse a maior economia de todos os tempos, economizando os R$ 215 mil que foram devolvidos para a Prefeitura em dezembro. “É a maior devolução já ocorrida na história da Câmara”, enalteceu Tancredo.

Plano Diretor
Tancredo citou ainda a aprovação do novo Plano Diretor Participativo, em novembro, após tramitar por quase um ano pelas comissões internas da Câmara. Ele lembrou que a única emenda ao plano foi de sua autoria. A proposta apresentada em audiência pública estabelece a realização de Estudo de Impacto de Vizinhança, para prever a análise dos afastamentos necessários referente a aplicação de defensivos agrícolas nos imóveis rurais que estão nas chamadas Zona de Incentivo Turístico (ZITs). "A minha intenção foi proteger os agricultores instalados nessas áreas, para que os mesmos não tenham que reduzir a área de plantio”, explicou.

Transparência
O presidente também destacou a transparência de sua gestão no Legislativo, enaltecendo que sempre agiu dentro da legalidade. Ele citou que já deu início na atualização do Regimento Interno da Câmara, junto da assessoria jurídica da Câmara, trabalho que pretende finalizar antes do fim de sua gestão, no final de 2020.

Para 2020, um projeto que Tancredo vem estudando são as reuniões itinerantes. A ideia é estudar a viabilidade para realizar ao menos dois encontros em 2020, em Bateias de Baixo e Fragosos. “É algo para aproximar a população dos vereadores e ainda prestigiar a comunidade, principalmente desses bairros, que além de ser os mais populosos, estão entre as mais distantes da Câmara”, concluiu.