Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Vereadores acompanharam anuncio do plano de revitalização para serra Dona Francisca

Publicado em 08/11/2019 às 14:21 - Atualizado em 08/11/2019 às 14:23

Comitiva de Campo Alegre e São Bento que esteve no evento ontem, em Pirabeiraba Baixar Imagem

Os vereadores de Campo Alegre – Tancredo Ronska (PP), Raul Johanson (Dem), Fernando Wotroba (PP), Nilson Fuckner (PP), Josnei Cchaloupeck (Dem) e Francisco Kuhnen (MDB) – estiveram participando da reunião do movimento “SC-418 - Serra Dona Francisca – Urgente”, ocorrida na noite desta quinta-feira, em Pirabeiraba. Também integrou a comitiva campo-alegrense o prefeito Rubens Blaszkowski (PSD) e o vice-prefeito Sebastião Kons (PP).

Na oportunidade os parlamentares campo-alegrense, que foram os que mais compareceram em massa no evento, acompanhado o anuncio do plano de revitalização da serra Dona Francisca, que foi feito pelo Secretário de Estado de Infraestrutura, Carlos Hassler. Porém, como já era esperado pela maioria das autoridades políticas, nenhum investimento por parte do Governo do Estado foi anunciado para o auto da serra, no maior trecho que compreende a SC-418.

Após uma explanação de várias ações paliativas que estão ocorrendo no trecho da rodovia, na serra Dona Francisca, Hassler salientou que a intenção do governador Carlos Moisés, é elaborar um projeto com um novo traçado para a serra. “O governador entende de forma aceitável que a serra necessita de investimentos mais pesados. É necessário se pensar em um novo traçado. Nesse sentido vamos elaborar primeiramente um projeto deste novo traçado”, mencionou.

Segundo o Secretário, uma das dificuldades do Governo do Estado no momento, que inviabiliza a elaboração do projeto do novo traçado para serra, é a falta de recursos. “Para galgarmos os recursos necessários para o projeto, temos que esperar a classificação de Santa Catarina, mudar de D para classe C. Antes disso não podemos aderir a financiamentos. Nosso planejamento para termos os recursos necessários para elaboração do projeto, está previsto para acontecer no início do próximo ano”, comentou.

Hassler disse ainda que após concluído o projeto do novo traçado, o Governo do Estado ainda terá que galgar os recursos necessários para a realização das obras. A previsão é que antes do fim do ano que vem, seja muito difícil viabilizar o início dos trabalhos, além disso, outro desafio que pode atrasar ainda mais o projeto são as licenças ambientais e as desapropriações que terão de serem feitas. “Até lá, devo falar que os usuários da rodovia terão que serem conscientizados, pois a maioria dos acidentes que ocorrem na serra não é culpa da rodovia e sim dos motoristas. O projeto será feito, mas não dá para fazer da hoje para amanhã”, acrescentou Hassler.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar