Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Vereadores cobram conclusão do novo quartel da PM

Publicado em 23/10/2019 às 15:48 - Atualizado em 23/10/2019 às 16:02

Nilson Fuckner foi um dos parlamentares que comentou sobre o assunto Baixar Imagem

O possível pedido de devolução do imóvel onde está instalado o Destacamento da Polícia Militar (DPM) em Campo Alegre, gerou discursos de apelo por parte dos parlamentares na sessão desta semana. A notícia veio à tona na semana anterior, quando o comandante da unidade policial, o Sargento Edson Ferreira, contou que o imóvel, que pertence ao Banco do Brasil, pode ter que ser devolvido para a entidade bancária.

O primeiro vereador a falar sobre o assunto foi Raul Johanson (DEM). Ele lembrou que a obrigação de zelo e investimentos no setor da segurança pública é uma premissa do Estado. O parlamentar lembrou ainda que nos últimos anos a prefeitura desapropriou um terreno e dou para o Estado, para que fosse construído um novo quartel para a Polícia Militar de Campo Alegre. “No entanto, o Governo do Estado está atrasando o repasse das verbas para a construção. Já disse aqui na Câmara, que estamos aqui para ajudar a buscar recursos e pressionar o  governador, só que, infelizmente, a população já está ciente que não está sendo nada fácil conseguir marcar uma agenda com o governador”, lamentou.

Raul lembrou ainda de uma reunião regional que ocorreu neste ano, com os vereadores de Campo Alegre, São Bento do Sul e Rio Negrinho, onde diversas demandas de segurança pública foram apresentadas. “Porém, já se passaram meses e ainda não fomos atendidos. Gostaria que a Polícia Militar, através de seus comandantes, procurassem nos ajudar a conseguir uma audiência com o governador”, salientou.

Por fim, Johanson salientou que muito tem se falando em investimentos na serra Dona Francisca, porém, conforme ele, é preciso fazer com que os recursos também sejam disponibilizados para o Planalto Norte Catarinense. “Não estou contra a serra, mas o governador precisa olhar para Campo Alegre, São Bento e Rio Negrinho. Ele prometeu que iria governar para toda Santa Catarina e, necessitamos que os recursos para a construção do novo quartel sejam liberados. Vai que o Banco do Brasil pede o imóvel, aí aonde irá ficar a nossa Polícia Militar”, concluiu.  

Outro vereador a comentar sobre o assunto, foi Nilson Fuckner (PP). “Sabemos que hoje Campo Alegre vem se destacando como uma cidade turística. Imaginemos Gramado sem um destacamento policial como seria? Campo Alegre como estamos vendo está correndo o risco de perder o destacamento e se isso acontecer será uma grande perda, principalmente para o turismo. Até gostaria de solicitar o envio de um ofício para o Banco do Brasil, para que eles ao menos esperem a conclusão do novo quartel, antes de pedir o imóvel”, salientou.

 

Entenda o caso

Em 1998 foi feito um contrato de cessão do imóvel onde está instalado o DPM de Campo Alegre, com a diretoria do Banco do Brasil, porém, a última renovação ocorreu no ano de 2000. Apesar da classe política do município ter desapropriado um terreno, próximo ao trevo principal de Campo Alegre, para construção do novo quartel, o sargento Edson Ferreira explicou nas últimas semanas que toda questão agora está esbarrando em questões burocráticas.


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar