Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Entidades lançam livro sobre Indicação Geográfica da erva-mate do Planalto Norte Catarinense

Publicado em 11/07/2019 às 15:22 - Atualizado em 11/07/2019 às 15:22

Gilberto Neppel, da Epagri Baixar Imagem

ogo após a sessão da Câmara de Vereadores de Vereadores de Campo Alegre, na segunda-feira, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Epagri), em parceria com o Sindicato das Indústrias do Mate no Estado de Santa Catarina (Sindimate) e Associação dos Produtores de Erva-Mate do Planalto Norte Catarinense (Aspromate) fez o lançamento da publicação "IG da Erva-mate do Planalto Norte Catarinense", representada em três livros, fruto de um trabalho em conjunto financiado pelo Ministério de Agricultura para aprovação do selo de Indicação Geográfica.

Conforme o engenheiro agrônomo da Epagri, Gilberto Nepel, a erva-mate produzida no Planalto Norte se destaca em relação à de outras regiões. "Essa distinção se deve à cultura da erva mate que é muito forte na região. Nesses livros estão toda a história que desenvolvemos procurando demonstrar que temos um produto diferenciado em qualidade. O estudo revela a história de como os imigrantes chegaram nessa região e como o Planalto Norte se desenvolver com seu primeiro ciclo econômico voltado para o setor da erva-mate”, explicou.

O Planalto Norte é agora a única região do Brasil a ter o selo de Indicação Geográfica. “A indicação vai se chamar Erva Mate do Planalto Norte Catarinense, enquanto as outras, só se denomina a região geográfica. Esse IG vamos exibir nos lacres de nossa erva-mate”, acrescentou.

Sobre os livros
Os três livros foram escritos por Denilson Dortzbach, Fernando Tokarski, Gilberto Neppel e Valci Francisco Vieira. O "História" destaca o papel da erva-mate na história da região, com ênfase nos principais fatos que ocorreram, destacando a colonização, o povoamento e a evolução da divisão político-administrativa dos municípios.

Já o título "Território" detalha os aspectos descritivos da produção de erva-mate, especialmente vinculados às características ambientais, como a floresta ombrófila mista, ou floresta de araucárias, comumente denominada, vinculada com aspectos climáticos, geológicos, geomorfológicos, de solo, da hidrografia e como esses fatores interferem na produção da erva-mate.

Por fim o livro "Produto" apresenta a erva-mate e a forma de produção. Neste volume também são apresentados a forma de organização que será a gestora desse importante ativo regional, que está no regulamento de uso e no novo estatuto da Aspromate, que será a guardiã e gestora do IG.

Atualmente, segundo as pesquisas que constam nos livros, há mais de 20 empresas em todo Planalto Norte com marcas próprias de erva-mate. Os produtores de erva-mate da região que desejam informações sobre os procedimentos para utilizar a indicação podem entrar em contato com os escritórios da Epagri, do Sindimate e da Aspromate.


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar